ma chinesa identificada apenas como Yan apontou uma nova falha no reconhecimento facial da Apple capaz de desbloquear o iPhone X. A tecnologia Face ID, segundo ela, não consegue diferenciá-la de uma colega de trabalho sem qualquer semelhança ou parentesco.

O South China Morning Post afirma que Yan, que mora e trabalha em Nanjing, ligou para o serviço de atendimento ao consumidor da Maçã, mas o atendente simplesmente se recusou a acreditar na história. Em seguida, ela foi com a colega até uma Apple Store para reclamar e mostrar o ocorrido. Os funcionários apostaram em uma falha na câmera frontal TrueDepth e ofereceram um aparelho substituto para a cliente. O vídeo original pode ser conferido aqui.

Duas mulheres lado a lado.

O problema? Não adiantou nada e a colega de trabalho continuou capaz de desbloqueá-lo. A Apple ofereceu um segundo reembolso, mas os veículos chineses não trazem qual a conclusão dessa história.

Vale lembrar que o Face ID já foi contestado algumas vezes desde o lançamento do iPhone comemorativo de dez anos. A tecnologia já foi burlada por uma máscara e pelo filho da dona de uma unidade, mas a Apple já teria afirmado que ela é completamente segura. Porém, neste caso a empresa já foi acusada por alguns veículos de não ser precisa ao diferenciar pessoas de outras etnias entre si — como o caso das duas colegas chinesas. Por enquanto, a empresa também não emitiu um comunicado a respeito.

Fonte: Tecmundo


Minha Opnião
Também esse povo asiático é tudo parecido uns com os outros, e tem também o problema de irmãos gêmeos… te cuida Apple mais de 6 mil em um celular que tem falhas drásticas…

%d blogueiros gostam disto: